Forum baseado em vampiro a mascara, final fantasy, xenogears, kingdom hearts.
 
InícioCalendárioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Banco de Sangue - Quartel General - Nova São Paulo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
Ir à página : Anterior  1, 2
AutorMensagem
Narrador
Admin
avatar

Mensagens : 68
Data de inscrição : 23/03/2015

MensagemAssunto: Re: Banco de Sangue - Quartel General - Nova São Paulo   Sex Mar 27, 2015 6:31 pm

A moça prontamente responde:.

- Sim senhor, o senhor está no Banco de Sangue do Quartel General da Camarilla. Muita coisa mudou na instrutura dela, inclusive, o titulo de primigênie não existe mais.

Ela da uma pausa e diz:

- O senhor pode me acompanhar? O senhor que autorizou sua alta está o esperando na recepção.


Última edição por Narrador em Dom Mar 29, 2015 6:04 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://finalfantasyvchapter.forumeiros.com
Guillermo Crow

avatar

Mensagens : 29
Data de inscrição : 23/03/2015

MensagemAssunto: Re: Banco de Sangue - Quartel General - Nova São Paulo   Sex Mar 27, 2015 7:06 pm

Quartel General da Camarilla? Não existe mais Primigenie? Guillermo se sentia um fóssil vivo... Uma peça ambulante da história Cainita. Sentia que não devia ter acordado.

Resignado ele se levanta da maca e se dispõe a acompanhar a mulher. Precisava entender aquilo tudo
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Narrador
Admin
avatar

Mensagens : 68
Data de inscrição : 23/03/2015

MensagemAssunto: Re: Banco de Sangue - Quartel General - Nova São Paulo   Sex Mar 27, 2015 9:18 pm

Guilhermo sente a dor forte em seu peito ao se levantar, bem onde estava a estaca, um grande rombo jazia. Antes de partirem a moça diz:

- O senhor não vai se curar?

E espera a reação e resposta do Ventrue.


Última edição por Narrador em Dom Mar 29, 2015 6:04 pm, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://finalfantasyvchapter.forumeiros.com
Guillermo Crow

avatar

Mensagens : 29
Data de inscrição : 23/03/2015

MensagemAssunto: Re: Banco de Sangue - Quartel General - Nova São Paulo   Dom Mar 29, 2015 4:24 pm

A confusão era aparente na mente do Ventrue e se materializava na sua forma de agir.

- Claro, por que não.

Esboçara um sorriso cansado, apesar da sua mente estar alerta... E por issk estacara antes de usar qualquer habilidade.

Olha para dua anfitriã e questiona

- Creio ser isso um elisio, se e q essa terminologia ainda existe. Se assim o for, o uso dos poderes estão liberados?
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Narrador
Admin
avatar

Mensagens : 68
Data de inscrição : 23/03/2015

MensagemAssunto: Re: Banco de Sangue - Quartel General - Nova São Paulo   Dom Mar 29, 2015 6:13 pm

A moça responde antes de prosseguirem:

- Sim, ainda existe, porém é pouco utilizada. Muitos dos cainitas de hoje foram criados durante a guerra apenas para servirem de massas, então não foram educados no estilo de vida antigo. Os poderes podem ser utilizados desde que para fins pacíficos.

Dá uma pausa e prossegue:

- Os locais hoje são todos vigiados com câmeras de infra-vermelho, quando o utilizamos nossas disciplinas ativamos nosso sangue e nosso corpo sofre um breve aquecimento. Algumas pesquisas sobre nossa anatomia e organismo foram feitas após a terceira guerra. Descobrimos coisas interessantes sobre nós mesmos, mas o senhor será instruído sobre tudo, não se preocupe.


A cainita agora apenas esperava Guilhermo se curar para que pudessem prosseguir.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://finalfantasyvchapter.forumeiros.com
Guillermo Crow

avatar

Mensagens : 29
Data de inscrição : 23/03/2015

MensagemAssunto: Re: Banco de Sangue - Quartel General - Nova São Paulo   Seg Mar 30, 2015 7:22 pm

Cada vez mais, Guillermo se sentia um fóssil. Ele anui com a cabeça a explicação de sua "tutora" e sem dar qualquer outro sinal, invoca o poder de seu sangue para a cura de seu corpo.

Assim que termina e se dispõe a segui-la.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Narrador
Admin
avatar

Mensagens : 68
Data de inscrição : 23/03/2015

MensagemAssunto: Re: Banco de Sangue - Quartel General - Nova São Paulo   Ter Mar 31, 2015 3:50 pm

Nicollo começava a usar seu dom da noite para começar a recuperar aquele enorme buraco que havia em seu peito. Numa velocidade sobrenatural, uma ferida mortal fecha-se completamente sem deixar nenhuma cicatriz, como se nunca estivesse ali. A moça assente positivamente .

- Por aqui, senhor Crow.

A moça seguia por um corredor cumprido. Algumas pessoas passavam nesse corredor, mas é cruzando o próximo que o Ventrue leva um susto pois avista logo à frente uma janela aberta e a luz do sol adentrando nela, e a moça estava indo diretamente para o sol ter sua carne queimada, como se não soubesse o que a luz solar provoca aos cainitas


Última edição por Narrador em Qua Abr 01, 2015 7:31 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://finalfantasyvchapter.forumeiros.com
Guillermo Crow

avatar

Mensagens : 29
Data de inscrição : 23/03/2015

MensagemAssunto: Re: Banco de Sangue - Quartel General - Nova São Paulo   Ter Mar 31, 2015 11:13 pm

- Com mil demonios! Grita o Ventrue.

Nao entendia como estava acordado naquela hora, mas de uma coisa começava a duvidar... Do vampirismo de sua anfitriã. Ela devia ser uma carniçal.

Ele estaca... Sente a besta inciar a rugir dentro de si. Ele nao move mais um passo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Narrador
Admin
avatar

Mensagens : 68
Data de inscrição : 23/03/2015

MensagemAssunto: Re: Banco de Sangue - Quartel General - Nova São Paulo   Ter Mar 31, 2015 11:37 pm

A moça vira-se subitamente ao ouvir o grito de Guilhermo assim como o ver de sua expressão. Ela fica em duvida por um instante.

- Algum problema senhor Crow?

Ela então olha para sua frente e torna ao Venture.

- Ah, não se preocupe, senhor. Esta luz não é real, é apenas uma reprodução fiel da luz do dia. Fique tranquilo, pois na verdade o senhor está nos subterrâneos


Última edição por Narrador em Qua Abr 01, 2015 7:31 am, editado 1 vez(es)
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://finalfantasyvchapter.forumeiros.com
Guillermo Crow

avatar

Mensagens : 29
Data de inscrição : 23/03/2015

MensagemAssunto: Re: Banco de Sangue - Quartel General - Nova São Paulo   Ter Mar 31, 2015 11:52 pm

"-Que mundo estranho acabei por acordar..." Comenta mais para si do que para a sua anfitriã.

Não olhava para o Astro Rei mil anos... Esquecera como era seu real contorno.

Ele caminha devagar em direção a janela, maravilhado por aquela excentricidade. A luminosidade abraça seu corpo, tal qual uma amante ciumenta... Sua mão palida toca a vidraça. Ele fica perdido por uns instantes...

Sem desviar o olhar ele questiona a sua anfitriã.

"-Quesstiono-me acaso voces deixaram de lado a necessidade de vitae humana. Teriam atingido a golconda?"

Ele finalmente se vira como se aguardasse uma resposta.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Narrador
Admin
avatar

Mensagens : 68
Data de inscrição : 23/03/2015

MensagemAssunto: Re: Banco de Sangue - Quartel General - Nova São Paulo   Qua Abr 01, 2015 7:03 am

Guilhermo filosofava e maquinava em sua mente a muitos e muitos séculos adormecido sobre as novas mágicas que haviam nesse novo mundo, também sentia o leve calor emanado do mesmo, uma sensação gostosa que o Ventrue se esquecera a muitos séculos. Via mais abaixo da janela, o mar cobrindo a ilha paradisíaca em que estava, via o céu azul e as nuvens, via um jardim florido aos pés do prédio lá embaixo. Mil coisas infestavam à mente do Ventrue que poderia cogitar que o mundo de trevas que os vampiros viviam tinha terminado finalmente.

A moça apenas responde enquanto se aproximava da janela junto à Guilhermo para responder sua pergunta:

- Sim, senhor Crow, ainda precisamos do sangue humano para nos sustentar, a Golconda... Já ouvi falar de histórias sobre ela, mas não sei dizer se algum de nós já chegou a este estado, mas o senhor pode ter certeza que nos dias de hoje, ela não é mais necessária para nós.


A moça permitiu que Guilhermo apreciasse a visão paradisíaca que tinha de si por mais algum tempo, até que eles seguem para um elevador, onde mais duas outras pessoas pálidas adentram junto. A moça aperta o botão do térreo e o elevador desce levemente, Guilhermo nem se quer sentia a pressão do elevador, até que eles chegam ao térreo e a moça o encaminha para um lugar que aparentava ser a recepção.

Tudo era muito... Avançado, o ambiente era completamente limpo e organizado, placas de chamadas eram hologramas flutuantes, as portas todas eram feitas de metal abertas automaticamente, assim como uma das recepcionistas utilizava um monitor holográfico também tocando no mesmo como um touch screen para executar as funções, coisas que para o Ventrue poderiam soar muito avanço.

A moça leva Guilhermo até um homem diferente. Alto, de pele branca e pálida com cabelos brancos e um rosto maduro na faixa dos trinta anos. Ele vestia um sobretudo negro com detalhes dourados e brancos e possuía um ar sombrio. Ele estava sentado em um dos bancos e ao ver Guilhermo e sua anfitriã, ele levanta-se.

A moça diz:

- Senhor Crow, este é o General Vyker, o cainita que aprovou o vosso despertar.

O homem estende a mão para Guilhermo em um cumprimento formal.

- Loryon Vyker, do clã Tremere. É um prazer conhecê-lo, senhor Crow.


___________________________________________________________

OFF: (Aparência 3)


Moça: Aparência 3

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://finalfantasyvchapter.forumeiros.com
Guillermo Crow

avatar

Mensagens : 29
Data de inscrição : 23/03/2015

MensagemAssunto: Re: Banco de Sangue - Quartel General - Nova São Paulo   Qua Abr 01, 2015 10:34 pm

A atenção de Guillermo tinha sido absorvida por aquela miriade de novidades e pequenos milagres. Enfim etendeu o porque da desnecessidade da busca pela golconda... Parecia estar diante de uma nova raça de vampiros.

Ele caminha absorvendo tudo q pode e quase nao da nota quando chegam ao Tremere.

Em sua boa forma o Ventrue conhecia todos os usurpadores. Tinha um apreço por eles... Eles literamente agarraram com os dentes a oportunidade que lhes foi oferecida.

Ao ouvir o nome do Tremere ele busca na sua memoria alguma fagulha de reconhecimento.

Assumindo sua melhor forma ele estica uma das mãos ao Cainita

"- E um prazer conhecer meu benfeitor."
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Narrador
Admin
avatar

Mensagens : 68
Data de inscrição : 23/03/2015

MensagemAssunto: Re: Banco de Sangue - Quartel General - Nova São Paulo   Qui Abr 02, 2015 5:30 am

Buscando em sua memória, vivencias e informações preciosas que com os séculos, Guilhermo guardou em sua mente ela nada encontrava sobre aquele nome ou nada relacionado à ele. Para Guilhermo, tanto aquele rosto quanto aquele nome eram inteiramente novos.

Os dois cainitas se cumprimentam e Loryon diz:

- Muito obrigado, srta. Saphyre. Eu assumo daqui.

A enfermeira que agora era citada como Srta. Saphyre, responde:

- Claro, general. Só precisamos que o senhor Crow registre a saída do banco.

O homem de cabelos brancos retruca:

- Não será necesário, já cuidei de todas as papeladas do senhor Crow, nada está pendente.

Saphyre responde:

- Tudo bem, General. Então voltarei aos afazeres. Tenha um bom dia, General, e o senhor também, senhor Crow. Seja bem vindo ao novo mundo.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário http://finalfantasyvchapter.forumeiros.com
Guillermo Crow

avatar

Mensagens : 29
Data de inscrição : 23/03/2015

MensagemAssunto: Re: Banco de Sangue - Quartel General - Nova São Paulo   Qui Abr 02, 2015 6:45 pm

- Admirável mundo novo...

Ele comenta para a Enfermeira, esboçando um sorriso comedido, torcendo para que não acabesse vendo na pele a obra de Aldous Huxley...

Ele espera sua antiga anfitriã deixar o recinto e se vira para o Tremere.

Sua pose já denotava a realeza de sua estirpe vampirica... Estava quase renovado..

- Muito bem General Vyker. Como disse alhures é um prazer conhecê-lo, apesar de saber que nem toda bondade é dada sem custos... Obrigado por me trazer a sua paradisica metafora de humanidade. Mas creio que devo questioná-lo o por que de fazê-lo.


off: Para incrementar: Admirável Mundo Novo

Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Loryon Vyker

avatar

Mensagens : 4
Data de inscrição : 01/04/2015

MensagemAssunto: Re: Banco de Sangue - Quartel General - Nova São Paulo   Seg Abr 06, 2015 5:26 am

O general permanecia sério diante do porte nobre do Ventrue. Ao contrário de Guilhermo, o General não possuía esse mesmo aspecto nobre e sim aspecto severo, disciplinar, tal como qualquer militar de respeito tem de ter. Ele olha para Guilhermo analisando-o após as palavras do mesmo e um breve sorriso se faz presente no canto de sua boca.

- É bom ver que ainda hão cainitas neste mundo que tenham algum senso de autopreservação, o que apenas me entristece nisso é: Eles estão todos adormecidos.

Dá uma breve pausa e continua:

- Lhe darei todas as respostas, meu caro, mas este não é o lugar para isto. Por favor me acompanhe, seu propósito será esclarecido, e creio que irás simpatizar com ele.

O General abre passagem gesticulando com a mão o caminho até a porta principal que daria acesso ao exterior da construção.

_________________________________________________

OFF: Sua cena segue no Quartel General.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
Conteúdo patrocinado




MensagemAssunto: Re: Banco de Sangue - Quartel General - Nova São Paulo   

Voltar ao Topo Ir em baixo
 
Banco de Sangue - Quartel General - Nova São Paulo
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 2 de 2Ir à página : Anterior  1, 2
 Tópicos similares
-
» O Meio-Sangue Filho de dois deuses
» A vida de um meio sangue.
» Abertura da nova Loja de Armas - Promoção de 50%
» Culto de Sangue - Entre a Serpente e a Estrela (Crônica Oficial)
» Aberta a nova temporada de roubalheira!!!

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Final Fantasy - Chapter V :: Brasil - Continente Americano-
Ir para: